16/08/2018

Canabidiol: pequena vitória

Decisão sensata

A menina chega a ter 240 crises epiléticas por mês. Mas sempre que seus pais importavam o remédio Canabidiol – cujo uso terapêutico é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde -, a União ou a Anvisa impediam que o medicamento entrasse no país. Até esta semana. Em decisão inédita, o Superior Tribunal de Justiça determinou que o governo e a agência não interfiram mais na importação do Canabidiol pela família. Infelizmente, a decisão se aplica apenas a este caso.

Quer saber mais?
A BBC mostra que o uso de maconha medicinal cresceu no Brasil

Quer se engajar?
Assine um manifesto em apoio ao uso terapêutico da Cannabis

Fora do padrão

O Brasil tem cerca de 10 mil crianças na fila de adoção e mais de 40 mil pessoas cadastradas para adotá-las. Por que a conta não fecha? Porque 66% das pessoas dispostas a adotar não querem acolher crianças com irmãos, crianças com mais de 3 anos, ou crianças com problemas de saúde. Para tentar diminuir o problema, a Associação Nacional dos Magistrados lança, neste mês, um novo modelo de cadastro que dá destaque a crianças enquadradas nessas categorias. “Se 12% das famílias habilitadas mudarem o perfil da criança que querem adotar, a gente zera essa conta”, diz o juiz Sérgio de Souza, idealizador do projeto.

Quer saber mais?
Leia reportagem do CNJ sobre o projeto

Quer conhecer a iniciativa?
Assista a um vídeo sobre o projeto piloto de adoção implementado no Rio de Janeiro

Tem vontade de adotar?
O CNJ mostra o passo a passo

Homens primatas

Um dia ele foi chamado de “Nikito”, em referência a uma marca de biscoitos que tem um macaco como mascote. No outro encontrou um cacho de bananas sobre sua motocicleta. O rapaz, funcionário de uma distribuidora de bebidas na Bahia, avisou aos superiores, que não tomaram providência. O caso foi parar na Justiça. O juiz de primeiro grau julgou o pedido improcedente. Mas nesta semana, o funcionário ganhou uma indenização de R$ 10 mil, por assédio moral, em decisão de segunda instância. Ainda cabe recurso.

Presenciou um crime de racismo?
Saiba como denunciar

MemeNews é financiado pela Open Society Foundations, por meio de um projeto que pretende unir humor e mudanças sociais. Funcionou entre março e agosto de 2018. Voltará em novembro.