27/06/2018

Malhas corpus

O supino é cego

Já dizia a máxima em latim que uma mente sã funciona melhor num corpo são. Talvez por isso o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro tenha firmado um contrato, com uma academia de ginástica, no valor de R$ 5 milhões pelo período de cinco anos (ou R$ 1 milhão por ano, ou cerca de R$ 83 mil por mês de dinheiro público investido no peitoral dos magistrados – e dos parentes dos parentes). O caso foi julgado ontem no Conselho Nacional de Justiça, que suspendeu o benefício, por unanimidade. O CNJ determinou também que o TJ-RJ devolva o dinheiro que foi gasto.

Quer saber mais?

O MemeNews preparou uma lista de exercícios gratuitos para os magistrados do Rio de Janeiro

Esse é para o juiz que quer aprender inglês enquanto malha

Esse é para o magistrado que prefere se exercitar de polainas

E esse é para a excelência que precisa de uma palavra de incentivo

A mulher trans e a prisão

Nesta semana, a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis entrou com uma ação no Supremo pedindo que travestis e mulheres trans tenham o direito de cumprir pena em prisões femininas. Argumenta que a norma atual, que as faz cumprir pena em presídios masculinos, fere os princípios constitucionais de dignidade. A relatoria caiu no colo no ministro Luís Roberto Barroso. Bom para elas. Em fevereiro, Barroso determinou a transferência de duas travestis para estabelecimento prisional compatível com o gênero.

Quer saber mais?
Leia reportagem da Carta Capital sobre a vida de LGBTs na cadeia

Pretas por Marielle

Está marcado para amanhã, na Casa das Pretas, no bairro carioca da Lapa, uma roda de conversa com mulheres negras que atuam na política. Já estão confirmadas as presenças Talíria Petrone (vereadora de Niterói) e Renata Souza (jornalista nascida na Maré – de onde vinha Marielle). Era justamente na Casa das Pretas que Marielle estava, participando de uma conversa, horas antes de ser assassinada, mais de três meses atrás. O crime ainda não foi solucionado.

Quer saber mais?
Confira o evento no Facebook

MemeNews é financiado pela Open Society Foundations, por meio de um projeto que pretende unir humor e mudanças sociais. Funcionou entre março e agosto de 2018. Voltará em novembro.