04/04/2018

MemeNews – Exército, Escola sem Partido, Marielle Franco

Transgressão no estado maior do exército

O Regulamento Disciplinar do Exército aponta como transgressão “manifestar-se, publicamente, o militar da ativa, sem que esteja autorizado, a respeito de assuntos de natureza político-partidária”. O comandante do Exército brasileiro, o general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, parece desconhecer as regras da própria instituição ao dar declarações em sua conta no Twitter, como fez ontem.

Quer saber mais?
Leia reportagem do El País Brasil

Quer denunciar essa transgressão ao Superior Tribunal Militar?
Acesse a ouvidoria do STM

Perseguição a professores por membros do Escola sem Partido será debatida na Câmara

A comissão especial que analisa o Projeto de Lei 7180/14 – um dos vários surgidos por força do movimento Escola sem Partido – se reúne nesta tarde na Câmara dos Deputados. A audiência foi solicitada pelo deputado Bacelar (Pode-BA), que em seu requerimento destaca casos em que professores de escolas públicas foram assediados por simpatizantes do movimento (em termos básicos, o Escola sem Partido quer proibir que o professor exponha qualquer opinião política em sala de aula – em especial, se for uma opinião de esquerda). Além dos deputados estarão presentes integrantes da promotoria de justiça e professores do ensino público.

Quer saber mais?

Leia a notícia no site da Câmara

Quer acompanhar a audiência?

Acesse o e-democracia

ONU pede pressa na investigação de Marielle Franco

Hoje faz três semanas que a vereadora Marielle Franco foi executada no Rio de Janeiro, crime que continua sem resposta. Dez relatores da ONU escreveram uma carta ao governo brasileiro solicitando que o executivo revise a política de segurança pública para dar mais proteção aos defensores de direitos humanos no país. A vereadora Marielle Franco, que era contrária à intervenção militar no Rio de Janeiro, e seu motorista Anderson Pedro Gomes foram assassinados no dia 14/3/2018.

Quer saber mais?

Leia trechos da carta aqui

Quer pressionar o governo?

Coloque seu nome nesse abaixo-assinado da Avaaz

 

MemeNews é financiado pela Open Society Foundations, através de um projeto que pretende unir humor e mudanças sociais. Será publicada entre março e agosto de 2018.