08/01/2019

No tocante ao agrotóxico

Insegurança alimentar

Com uma Medida Provisória, Jair Bolsonaro esvaziou as atribuições do Consea, o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, órgão ligado à presidência, que teve importante papel na luta contra a flexibilização do uso de agrotóxicos (ou seja, contra o PL do Veneno, que ainda precisa ser votado no plenário da Câmara). Como dois terços dos representantes do Consea vêm da sociedade civil, o que o governo fez, na prática, foi tirar da sociedade o poder de voz sobre o Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutrição, que passará a ser elaborado pelo Ministério da Cidadania. A decisão acontece no momento em que o Brasil pode voltar ao Mapa da Fome.

Quer saber mais?
Entenda o papel do Consea e do Sisan

Quer se manifestar?
Escreva para o novo responsável pelo Plano Nacional de Segurança Alimentar, o ministro Osmar Terra
https://twitter.com/OsmarTerra

 

A parte que lhe cabe

O trabalhador rural Elizeu Queres, de 38 anos, foi a primeira vítima do ano em um conflito por terra. O assassinato aconteceu em Colniza, Mato Grosso, quando seguranças armados atacaram trabalhadores que moram na fazenda Magali, do ex-governador Silval Barbosa. Das nove pessoas baleadas, cinco estão internadas – duas em estado grave. A Comissão Pastoral da Terra publicou uma nota chamando a morte de Elizeu de “uma tragédia anunciada e denunciada”. Informou que na fazenda vivem 200 famílias “sob a mira dos pistoleiros”, e que algumas dessas famílias são de posseiros, mas outras compraram os lotes onde moram.

Quer saber mais?
Terras em disputa no Brasil superam em área o tamanho da Alemanha

Kit trans

Há seis meses o Ministério da Saúde lançou uma cartilha, elaborada em parceria com ONGs, com informações para homens trans. O documento trazia informações sobre identidade de gênero, orientação sexual, doenças sexualmente transmissíveis, terapia hormonal, além de falar dos direitos que as pessoas trans têm junto ao SUS. Pois bem. Estava no ar há seis meses, mas não resistiu ao segundo dia do novo governo, sendo tirada de circulação pelo ministro Luiz Henrique Mandetta, que alegou falta de apelo científico.

Quer saber mais?
O documento continua disponível em arquivo do Google Drive

Quer escrever para o ministro?
chefia.gm@saude.gov.br

MemeNews é financiado pela Open Society Foundations, por meio de um projeto que pretende unir humor e mudanças sociais.