27/04/2018

Pelados e resguardados

Manda nudes

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou um projeto de lei que regulamenta a prática do naturismo em espaços autorizados pelo poder público, como clubes e praias. O relator do projeto, deputado Hildo Rocha (PMDB-MA) – aquele que excluiu Eduardo Cunha do grupo de Whatsapp do PMDB – destacou que o objetivo é impedir que os praticantes sejam presos por suposta infração (apesar de o Código Penal não proibir a prática, ela pode ser enquadrada como ato obsceno, a depender da interpretação). A Federação Brasileira de Naturismo estima que haja mais de 50 mil praticantes da nudez social no país. O projeto segue agora para Comissão de Desenvolvimento Urbano.

Quer falar com a autora do projeto?
Escreva para a deputada Laura Carneiro (PMDB-RJ)
dep.lauracarneiro@camara.leg.br

Quer dar sua opinião?
Vote no portal da Câmara

Quer praticar o naturismo?
Procure no mapa da Federação Brasileira

A boa e velha reforma tributária

O Brasil tem a maior carga tributária da América Latina. Não é só. Proporcionalmente, os 10% mais ricos pagam menos impostos do que os 10% mais pobres. A Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital diz que nenhum dos projetos de lei que tramitam no Congresso corrige o cerne do problema. Com isto em mente, a federação formou um movimento suprapartidário, com líderes de dez partidos e lançou, nesta semana, uma campanha em prol de uma reforma alternativa, focada na diminuição da desigualdade. A ideia é apresentar o projeto aos presidenciáveis em agosto.

Quer entender melhor a proposta?
Entre em contato com a Fenafisco

Rodeios na mira do legislativo

Avanço na luta contra o trato abusivo de animais. Após sete anos de espera, a Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara aprovou, nesta semana, um projeto de lei que proíbe a prática de perseguir e laçar bezerros em rodeios ou eventos similares. O texto, de autoria do deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP), lembra que os bezerros não costumam ter mais de 40 dias de idade. “Na prova denominada ‘bulldogging’, o peão desmonta de seu cavalo, atirando-se sobre a cabeça do animal em movimento, agarrando-o pelos chifres e torcendo-lhe violentamente o pescoço, o que pode ocasionar ao animal deslocamento de vértebras”, diz o PL, que segue agora para a Comissão de Turismo e Desporto.

Quer saber mais?
Leia reportagem do JusBrasil

Quer falar com o autor da proposta?
dep.ricardotripoli@camara.leg.br

Aviso aos navegantes

A equipe MemeNews entra em recesso até a próxima quarta-feira, devido ao feriado de 1 de maio. Bom feriado!

MemeNews é financiado pela Open Society Foundations, através de um projeto que pretende unir humor e mudanças sociais. Será publicada entre março e agosto de 2018.