27/11/2018

Temer, essa eterna Odete Roitman

Nota dos editores

Ontem o presidente Michel Temer sancionou o aumento de salário de juízes que podem julgá-lo assim que deixar a presidência. Em homenagem ao vale-tudo da política nacional, os memes de hoje são da novela Vale Tudo.

Pagou com traição

Nós abrimos o coração, enxergamos seu carisma, sua elegância, sua beleza. Não tivemos medo de compará-lo a John Kennedy, Bill Clinton, George Clooney, de chamá-lo em público de guerreiro, rei das mesóclises, Professor Pasquale do Jaburu. E o castigo que ele nos deu foi o desprezo. Ontem, o nosso ex-amor fez valer a máxima de que de onde não se espera nada, é de onde não vem nada mesmo. Com uma canetada, sancionou o aumento salarial dos ministros do STF, que, devido ao efeito cascata, vai gerar um rombo anual de pelo menos R$ 4 bilhões nas contas públicas. Em contrapartida, o ministro Luiz Fux derrubou a liminar que garantia o pagamento de auxílio-moradia aos seus amigos do Judiciário (quanto tempo para a expedição de nova liminar voltando a autorizar o mimo?). Coincidência ou não, Temer escolheu afagar um Judiciário com o qual terá bastante contato a partir do ano que vem.

Quer chorar mais?

Chore sambando. MemeNews preparou uma playlist de sambas sobre traição

Mas não vou dar o parecer agora

O ministro do STF Alexandre de Moraes liberou para julgamento o processo que pode descriminalizar o porte de drogas para consumo próprio. O julgamento começou em 2015, e chegou a ter votos favoráveis do relator Gilmar Mendes, de Edson Fachin e de Luis Roberto Barroso, até que o então ministro Teori Zavascki pediu vistas. Moraes, que herdou a vaga de Zavascki em 2017, levou mais de um ano para dar prosseguimento à ação, talvez influenciado por sua breve experiência na agricultura. O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, já manifestou sua opinião em favor da descriminalização para consumo,  por entender que a lei atual sobrecarrega o sistema penitenciário. Agora cabe ao presidente do STF, o sempre prudente Dias Toffoli, colocar o caso na pauta.

Quer saber mais?

Entenda como a descriminalização proposta pode diminuir a população carcerária

Quer se manifestar?

Pressione o presidente do STF

gabmtoffoli@stf.jus.br

Abertura dos postos

A Justiça Federal de Roraima determinou que a Funai reabra três postos de vigilância que foram fechados, por falta de segurança e de orçamento, em terras dos Yanomami. A decisão decorre de uma denúncia do Ministério Público Federal, que percebeu um aumento de garimpo ilegal na região. A decisão, que precisa ser cumprida em 60 dias, também obriga o governo de Roraima e destacar policiamento para os postos. Vale lembrar que a Funai é ligada ao Ministério da Justiça, mas que a equipe do governo eleito discute a possibilidade de transferir o órgão para o Ministério da Agricultura, que terá à sua frente uma deputada ligada ao agronegócio.

Quer saber mais?

O Nexo fez uma reportagem sobre os efeitos do garimpo nos índios da Amazônia

MemeNews é financiado pela Open Society Foundations, por meio de um projeto que pretende unir humor e mudanças sociais. Funcionou entre março e agosto de 2018. Voltará em novembro.