08/11/2018

Veta, Temer!

Nas mãos do Michel

Por 41 votos a 16 (com uma abstenção), o Senado aprovou o aumento do salário dos ministros do STF. Os magistrados, que hoje ganham módicos R$ 33,7 mil, vão passar a ganhar R$ 39,2 mil, um aumento de 16%. Para dar uma ideia, o valor do aumento é maior que a renda de 90% da população. O aumento gera um efeito cascata, porque o salário dos ministros do STF serve de parâmetro para o teto do funcionalismo público. Resultado: previsão de R$ 4 bilhões a mais em despesas públicas. Agora o aumento depende apenas da sanção do presidente, que parece apoiar a ideia. Mas como estamos passando por uma grave crise fiscal, fica aqui o nosso apelo. Veta, Temer!

Quer mandar seu apelo para o presidente?

https://www.facebook.com/MichelTemer/

https://twitter.com/MichelTemer

Esconde-esconde

Quando o assunto vira tema da redação do Enem é porque a coisa ficou séria. Em agosto foi sancionada a Lei Geral de Proteção de Dados, que estabelece uma série de regras na internet para permitir que o cidadão tenha mais controle sobre o tratamento que é dado às suas informações pessoais. Para ajudá-lo a entender essas regras, o Idec, Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, elaborou um anti-mapa de privacidade. A cartilha ensina a navegar na internet, no computador ou celular, de maneira mais segura, com dicas para manter sua privacidade, especialmente nas redes sociais. O Idec é uma organização sem fins lucrativos que atua em nome dos consumidores.

Quer saber mais?

Saiba o que muda com a Lei Geral de Proteção de Dados

Quer testar?

Descubra se o modo anônimo do seu navegador funciona

Pingos nos is

O Ministério Público Federal lançou uma campanha em defesa dos direitos das mulheres que sofreram abuso sexual, promovendo uma lei de 2013, pouco conhecida, voltada ao atendimento das vítimas. Em 2017 o Brasil teve registrado em média 164 casos de estupro por dia, o que dá uma ocorrência a cada 11 minutos (há que se levar em conta a estimativa de que 90% dos casos não são denunciados). A Lei do Minuto Seguinte determina que as vítimas devem receber atendimento médico, psicológico e social, a administração de medicamentos contra gravidez e doenças sexualmente transmissíveis, a coleta de material para a realização do exame de HIV, e a facilitação do registro da ocorrência. Dando visibilidade à lei, o MPF visa fazer com que as vítimas exijam os seus direitos, e com que médicos e policiais saibam quais são seus deveres.

Quer fazer uma denúncia?

O Ligue 180 é um canal do governo para denúncia de violência contra mulheres

MemeNews é financiado pela Open Society Foundations, por meio de um projeto que pretende unir humor e mudanças sociais. Funcionou entre março e agosto de 2018. Voltará em novembro.